Início

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Diário de Viagem - Grécia (Parte 1)

Sonho realizado


Quem nos acompanha há algum tempo pelo Instagram (@clubenecessaire) deve reconhecer a foto que abre este post. Nos dias finais da nossa viagem pela Austrália (#clubenaAustrália no Instagram) decidimos fazer uma brincadeira e escrever na areia qual seria o nosso próximo destino. Isso foi em janeiro de 2014. Estávamos em dúvida entre Grécia e Alemanha, mas na realidade todos tinham o anseio de conhecer a primeira opção. 
O fato é que só de pronunciar "Grécia" parece ser algo tão distante, tão inatingível, quase um sonho mesmo. Algo que vemos em novela, filmes, afinal, a Grécia traz consigo toda uma bagagem histórica que impressiona só de pensar em conhecer tal local. Contudo, depois que retornarmos da Austrália a DPV (Depressão Pós-Viagem) bateu forte como nunca antes. 
Eu sentia vontade de largar tudo e voltar para o país dos cangurus, onde senti que realmente poderia morar para sempre. E acordar todos os dias para trabalhar tornou-se uma verdadeira tortura. As horas não passavam, e como não tínhamos nenhuma próxima viagem nos planos, isso só agravou mais o nosso estado psicológico.
Pode parecer até drama, hahahahaha, mas quem viaja sabe muito bem do que estou falando. Voltar para a rotina não é fácil, ainda mais essa que vivemos no Japão. Foi quando resolvemos pensar de verdade em ir para a Grécia! Nem cogitamos muito a Alemanha; fui direto começar a pesquisar preços de passagens e tudo mais! Não pensamos muito, aliás, na época "tempo" era um luxo para nós; estávamos trabalhando de segunda a segunda praticamente, 12 horas por dia. Conversei com a Silvia e sem titubear, compramos a passagem! 
Uma coisa que digo sempre para quem quer viajar mas pensa muito e acaba não saindo do lugar. Se você tem o dinheiro da passagem (a parte das suas economias), não pense duas vezes. Compre. Enquanto você não tomar o primeiro passo, o resto não acontece. 
A partir deste momento, foram 8 meses de planejamento, economia e muita expectativa. Nós fizemos tudo por conta própria, desde passagem áerea, hospedagem, roteiros, aluguel de carro, etc. Tudo foi feito por nós ao longo dos meses e o resultado não poderia ser melhor. 
Após esperar longos meses, finalmente embarcamos no dia 9 de agosto de 2014 rumo ao berço da civilização ocidental!

A ansiedade estava nos matando mas particularmente, nós achávamos que encontraríamos um povo parecido com os italianos. (ainda estamos devendo o Diário de Viagem - Itália!) 
Não que você seja maltratado na Itália, longe disso, mas eles são mais rudes, mais secos e muito mais sérios do que imaginávamos. Não chega ao nível de frieza dos franceses, rs, nem da cara de desdém dos ingleses, mas o tratamento em si deixou um pouco a desejar para ser bem sincera. 
Voamos pela primeira vez pela Qatar Airways!


Eu adorei a companhia! Refeição gostosa e bancos espaçosos. Fizemos check-in online o que nos garantiu o assento que desejávamos. 
Após cerca de 10 horas chegamos em Doha, capital do Qatar. 

O aeroporto é bem grande possui váaaaaaarias lojas de cosméticos, perfumaria e marcas de luxo em geral. Ficamos mais ou menos 3 horas esperando o nosso vôo de conexão para Atenas. Passou bem rápido, afinal eu testei um zilhãooooo de perfumes, rs!
E após uma maratona pelas prateleiras de maquiagem, embarcamos finalmente rumo ao nosso destino final!

Foi tudo muito simples na chegada! O pessoal da imigração mal olhou nossa cara e já carimbou nosso passaporte! Era 12:30 e finalmente estávamos na Grécia! 

O aeroporto de Atenas é muito funcional! Possui tudo que precisamos. Lojas interessantes e acesso completo à malha ferroviária grega. Em poucos minutos estávamos na estação de trem onde pagamos 14 euros o casal para pegar a condução até o Porto Piraeus, nosso objetivo final. Tudo muito simples, fácil e rápido. O trajeto demorou cerca de 50 minutos. 

Ao chegar no Porto, nossa primeira impressão era a de estávamos no centro de São Paulo! Você imagina Grécia e logo liga a palavra à imagem de casinhas brancas e chão de pedras mas não é bem asssim. Atenas é uma cidade grande assim como a capital paulista mas sofreu muito com a crise de 2010 que perdura até hoje e podemos sentir isso andando pelas ruas do porto. Muita pixação, sujeira e estabelecimentos comerciais abandonados. Já tínhamos conhecimento da situação do local, mas ver de perto é outra coisa. Fez parecer São Paulo limpa até, rs!
Após caminhar 800 metros, chegamos no nosso hotel para fazer check-in, deixar as malas e assim poder dar uma volta na cidade. 

Foi nosso primeiro contato com um grego! E que surpresa! Fomos muito bem recebidos, a recepcionista  nos explicou tudo em inglês com muita calma e gentileza! Ficamos surpresos, rs, afinal, na Itália é bem "pá-pum", rs, do tipo "meu amigo, é isso, tchau e não me enche a paciência!". 
Mas pensamos juntos: "ela deve ter sido educada pois trabalha aqui". Afinal não é possível todo grego ter um sorriso no rosto e uma doçura nas palavras não é? Puxa vida! Nunca estivemos tão enganados! E que grata surpresa! Que grata surpresa!


Saímos do hotel rumo novamente à estação onde pegaríamos um metrô rumo ao centro da cidade. Por 1,20 euros cada pessoa nós poderíamos andar por toda a cidade! O trajeto Porto Piraeus - Estação Syntagma durou uns 25, 30 minutos. Chegamos e já demos de cara com o Parlamento! 

O Parlamento em si não tem nada de muito especial, não pegamos a troca da guarda mas deu para tirar algumas fotos por lá!

Bem na frente da Praça da Constituição tem uma rua que leva direto ao bairro Monastiraki, um dos mais famosos de Atenas. 

Nessa rua você irá encontrar de tudo! H&M, ZARA, SEPHORA, MANGO, etc. Todas as lojas estão por lá assim como restaurantes e deliciosas confeitarias!

É uma delícia caminhar em Monastiraki! Percebemos um clima diferente da Itália! As pessoas são mais receptivas, mais calorosas! A atmosfera grega é algo difícil de descrever!
Resolvemos parar para fazer nossa primeira refeição!

Eu estava morrendo de medo de não gostar da culinária grega! rs! Tínhamos pesquisado muito e devido à isso, nossas expectativas estavam muito altas, patamar perigoso para uma queda rápida e certeira. Graças aos deuses só temos elogios! Foi a melhor comida que já comi durante todas as minhas viagens! Adoro a cozinha francesa, belga e italiana, mas nada se compara à quantidade e à qualidade do que comemos na Grécia! 
Para sobremesa, reservamos um espacinho no estômago (tarefa difícil uma vez que os pratos são muito fartos! Não tem miséria não! Você COME de verdade na Grécia!) para o famoso Frozen Yogurt.

E com esse gostinho doce acabou nosso primeiro dia em solo grego! Confiram abaixo nosso vlog!


No dia seguinte embarcarmos para Santorini, mas isso fica para um próximo post!

Um beijo,

domingo, 24 de agosto de 2014

Quer viajar? 10 perguntas para ajudar a realizar seu sonho!


As perguntas mais frequentes!

Voltamos! rs!
A pior parte de uma viagem (se é que possa existir tal coisa,rs) é sem sombra de dúvidas o retorno!
Após uma semana de férias na Grécia volto com o coração partido por ter que deixar aquele lugar tão maravilhoso! Com certeza essa viagem irá render muitos posts por aqui!  Inclusive começando com este!
Depois que retornei, conversei muito com pessoas que tinham algumas dúvidas sobre como proceder para fazer a primeira viagem. Engraçado que observei um interesse muito maior pela Grécia do que pela a Austrália ou Itália. Senti que muitos consideram ainda um lugar inatingível, coisa que acabamos por desmitificar  através desta viagem. Nenhum lugar é impossível de se ir, basta muito planejamento, dedicação e acima de tudo, força de vontade.  Em uma das conversas descobri que a Grécia é o destino dos sonhos de uma amiga querida e ela questionou vários pontos já que ainda não fez nenhuma viagem  para fora do Japão. Resolvemos reunir as dúvidas dela e postar aqui para quem sabe poder ajudar mais alguém que também anseia fazer sua tão sonhada primeira viagem! Vamos lá?

1- Qual o primeiro passo importante que uma pessoa que deseja viajar para fora do pais precisa tomar?
Antes de mais nada, decidir para onde quer ir. Acho fundamental pelo menos você ter em mente o seu destino. Ou pelo menos saber o que você busca nesta viagem. Muitas vezes você pode não saber para onde quer ir exatamente mas sabe o que gosta e o que não gosta. Isso já é um bom começo. Por exemplo, se minha paixão é por praias, irei investir meu tempo pesquisando locais que tenham um litoral bonito e não em grandes centros urbanos. Após definir o que te atrai, o que realmente faz seu coração bater, aí é só fazer um jogo simples: quanto dinheiro eu tenho X quantos dias irei poderei ficar no lugar. A partir deste ponto, muita pesquisa e dedicação.
Agora para quem já tem o destino bem definido é bem mais simples. Basta começar a colocar no papel seu orçamento, datas e o principal, averiguar sua documentação. Seu passaporte precisa ter pelo menos 6 meses de validade e o principal, cheque se o seu destino não exige visto, vacina, etc. Isso é primordial!

Então os passos são:
1) Escolher o destino
2) Verificar a validade do seu passaporte
3) Checar a necessidade ou não de visto e vacina para o local escolhido

E não podemos esquecer que é super importante certificar-se de fazer um seguro viagem!  Quer saber mais a respeito? Clica AQUI e confere o post da Fernanda no Viagens Across The World!
A Jaque fez um post ótimo sobre Visto também! AQUI!


2- É necessário fazer umas aulinhas do idioma do país desejado antes de fazer a viagem?
Depende muito do lugar, mas pessoalmente, acho que todos devemos nos esforçar para pelo menos saber o básico da língua do local do país que pretende visitar. O que mais me revolta aqui no Japão é brasileiro achar que o japonês tem a obrigação de saber português! Um absurdo total! Já vi gente em mercado xingando a atendente em português por ela não entender nosso idioma!  Isso sobe meu sangue! Você não entender o idioma do país que está é uma coisa, agora achar que um local tem o dever de falar o seu idioma, aí já é demais! Pronto falei! rs
Pelo menos o básico é bom anotar num caderninho e levar consigo na viagem. Os gregos podem falar muito bem o inglês com você mas isso não quer dizer que os franceses o farão. E sim, o inglês instrumental ajuda e muito!


3- É obrigatório ter um guia para acompanhar ou é possível fazer tudo por conta?
De maneira alguma você é obrigado a ter um guia para poder viajar, muito pelo contrário. Claro que dependendo do lugar, ter um profissional por perto pode ser algo muito interessante mas isso não é regra. Um guia pode ajudar muito sim, mas você também irá conseguir aproveitar muito bem se fizer um bom roteiro e uma boa pesquisa antes de embarcar. Contudo, há países nos quais ter a companhia de um guia local poderá fazer toda a diferença, como no caso do Egito por exemplo.


4- Como é feito a troca de dinheiro?
Você poderá trocar ou em banco no Japão mesmo, aeroporto ou no seu destino final, nas famosas casas de câmbio. Em locais turísticos elas estão presentes por toda parte. Particularmente eu sempre troco em banco mesmo, salvo quando fui para Bali que trocamos no aeroporto.


5- No caso se for necessário alugar um carro, eles aceitam qualquer carteira de habilitação ou é preciso fazer algum teste? 
Ah! Essa pergunta é boa e eu recomendo muito que leiam o post que a Fernanda fez recentemente . (Clique AQUI). Você terá que traduzir sua habilitação, processo simples e rápido como a Fernanda mesma  explicou.


6- É melhor fazer a compra de passagens e hospedagem por conta ou contar com uma agência de viagens?
Bem, acredito que isso pode variar muito de perfil para perfil e de oportunidade para oportunidade. Um bom exemplo disso foi a minha primeira viagem para a Europa. Consegui um pacote com um preço incrível que compensou muito mais do que comprar tudo separado. Porém, hoje em dia eu prefiro fazer tudo por conta e ter mais liberdade para montar meu roteiro de acordo com os hotéis que irei escolher. Comprar um pacote muitas vezes pode "engessar" seu roteiro, o que para mim não é muito legal.
Agora viajantes da terceira idade por exemplo poderão se beneficiar e muito com a aquisição de um pacote fechado uma vez que é bem mais prático e não exigirá muitas manobras.
Vou recomendar mais um post da Fernanda! Clique AQUI!


7- Ok, escolhi meu destino, tenho o dinheiro e quero fazer tudo por conta própria! Como devo proceder?
Você pode começar pesquisando preços de passagem aérea e hospedagem.
Basta escolher o que estiver de acordo com o seu orçamento e comprar! Tudo pode ser feito pela internet hoje em dia, mais prático que isso impossível não é verdade?


8- Comprei minha passagem, reservei meu hotel, e agora?
Agora o passo que eu mais gosto: desenvolver o roteiro! Quer coisa mais deliciosa do que fazer uma pré-viagem mental antes de ir finalmente até o seu destino? Hoje em dia você acha tudo na internet! Blogs de viagens com sugestões de roteiros existem aos milhares! Vídeos no YouTube então nem se fala!  Particularmente eu sou das antigas, rs. Gosto de ter guia e mapas em papel impresso mesmo, rs. Sei que isso já é ultrapassado mas é uma opção pessoal.
Recomendo muito também imprimir alguns mapas por via das dúvidas. Você não sabe se irá encontrar acesso à internet rápido onde for, então por precaução nada como ter um mapa físico na mochila.

9- E sobre bagagens? O que devo levar?
Eu falei sobre bagagem de mão neste post AQUI e algumas dicas de como montar sua mala neste post AQUI. Verifique junto a sua companhia área qual é o limite quantidade de mala permitido. Isso varia e muito de empresa para empresa. Um bom exemplo: quando fomos para a Austrália, era permitido somente uma mala de até 22kg pela Korean Airlines. Agora nesta última viagem pela Qatar tivemos a opção de despachar uma bagagem de até 30kg. Então vale a pena dar uma checada antes de mais nada!

10) Vejo fotos de pessoas que viajam para fora do Japão (ou Brasil) e parece ser algo tão surreal!  Tão difícil de fazer!  Como quebrar este paradigma?
Quer uma dica infalível? Compre sua passagem! Imprima e cole na sua geladeira! Isso mesmo, sem pensar muito! Compre que o resto vai acontecer! Essas são palavras de uma pessoa que demorou mais de 10 anos para tomar coragem de finalmente realizar o sonho de viajar. Eu sempre colocava um empecilho, um problema, um dilema na frente. Isso durante muito tempo. Mas depois que você chega nos 30, as perspectivas mudam e muito! Você sente que o tempo está correndo mais rápido do que gostaria e que se não for agora quando será? Cria-se uma ampulheta mental que a cada segundo um pouquinho de areia vai descendo. A vida é feita de escolhas, frase clichê mas que não deixa de ser verdade. Você terá que escolher em algum momento; ou fica onde está ou decide sair. E acima se tudo: não culpe nada nem ninguém por algo não acontecer. Por muito tempo achei que deveria ter me esforçado mais aqui ou ali, mas que isso ou aquilo acabou acontecendo e sendo "injusto" comigo. Não. Nada é injusto e ninguém é vítima. As coisas vão acontecendo do jeito que vamos escolhendo. Claro, imprevistos acontecem aos montes, e bota aos montes nisso! Mas uma hora ou outra você terá que priorizar X ou Y e é nesse momento que seu destino pode ir para o caminho A ou caminho B. Queria ter escolhido melhor antes, viajado mais jovem, isso é fato. Contudo, hoje penso que com a maturidade dos anos consigo aproveitar bem mais do que se fosse há 10, 15 anos atrás. E acima de tudo: o tempo não volta. Então, antes tarde do que nunca! Sempre há tempo para uma nova aventura, uma nova descoberta, um novo aprendizado. Basta querer. Querer de verdade!



Boa viagem!

sábado, 9 de agosto de 2014

Viagem - Na bagagem despachada: maquiagem, corpo e cabelos!

Nécessaire de cosméticos!

Para muitos que residem no Japão o feriado de finados começa a partir de hoje e se estende no geral até o dia 17/8, domingo que vem. Muitos vão aproveitar esta uma semana de folga para viajar e para fechar a nossa trilogia de posts sobre "Viagem" (falamos já sobre "Como organizar sua mala" e "O que levar na bagagem de mão"), encerramos com o assunto que todas as mulheres gostam: a nécessaire de maquiagem e cosméticos em geral. 
A Vic Ceridono fez um vídeo falando sobre o assunto:


E a Lu Ferreira também:



Vale a pena assistir e conferir algumas dicas. Particularmente, a cada viagem reduzo mais ainda o que levo. Com a experiência acabamos percebendo o que realmente usamos durante os dias fora e o que é totalmente desnecessário.
Uma coisa que acho interessante é investir numa boa nécessaire, principalmente se você planeja viajar muito. Será algo muito usado e durará um longo tempo. Esta minha é a base para tudo! Consigo colocar absolutamente TUDO o que preciso nela de forma simples, funcional e organizada. Falei dela AQUI.

As divisões da nécessaire
Para organizar as maquiagens que vão para a viagem com você, acho interessante pensar nos dias e nos programas. E o legal para não esquecer nada é começar mentalmente uma maquiagem.  Pense qual o passo a passo que você costuma fazer quando vai se maquiar e vá pegando um a uma cada produto a ser usado. Eu começo sempre pela pele, passando pelos olhos e finalizando com lábios.
Basicamente o que levo para 7 dias:

  • Primer com proteção SPF 50
  • Base
  • Corretivo
  • Pó finalizador
  • Blush
  • Iluminador 
  • Um lápis para olhos
  • Uma paleta com sombras neutras e coloridas
  • Corretor de sobrancelhas
  • Uma sombra cremosa
  • Um primer para sombras
  • Batom líquido
  • Uma máscara a prova d'agua
O batom líquido é mais interessante de levar no verão uma vez que os convencionais poderão derreter em altas temperaturas.
Para corpo e rosto:


  • Um kit para cuidar da pele
  • Um leave in para os cabelos
  • Shampoo
  • Condicionador
  • Meu protetor da Band-aid que evita bolhas
  • Pó para dar volume da OSIS
  • Sabonete corporal
  • Um spray para refrescar e relaxar os pés (bom para quem vai caminhar muito)
  • Um hidratante (estou levando o da Natura num recipiente menor ideal para viagens)


O kit de cuidados é composto por:

  • Sabonete 
  • Tônico
  • Hidratante
  • Algodão
Levo miniaturas de demaquilante na bagagem de mão então não vejo necessidade de colocar na bagagem despachada mas é um dos itens fundamentais sem sombra de dúvidas! Não deixe de fora da sua nécessaire!

Basicamente é isso! Se tiverem mais idéias não deixem de comentar!

Bom feriado à todos! 

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Viagem - O que levar na bagagem de mão!

Regras importantes!


Organizar a bagagem de mão pode parecer tarefa fácil mas nem sempre lembramos de levar tudo o que precisamos. E quando o vôo é longo a situação complica ainda mais. Imaginou passar 12 horas no avião com frio por ter esquecido de levar um casaquinho? Ou mesmo para quem viaja de sandálias, ter uma meia sempre é uma boa pedida para tornar a viagem mais confortável.

Geralmente o peso da bagagem de mão varia muito e companhia para companhia aérea. Geralmente recomenda-se até 5kg, mas vale consultar a empresa que você irá utilizar na sua viagem. O que não muda muito é o tamanho. Em práticas gerais, a bagagem não deverá exceder 115cm, ou seja, a soma da largura, altura e comprimento não deverá ultrapassar este número. ( uma medida padrão que não tem muito erro é a 50X37X25)

E os cosméticos? Produtos de higiene pessoal? 



Você pode levar líquidos, géis, pasta e aerossóis em recipientes de até 100 ml (3,4 oz) na sua bagagem de mão. Recipientes com mais de 100 ml não serão aceitos mesmo se parcialmente cheios. Seus recipientes devem ser levados em uma sacola transparente, que pode ser aberta e fechada, com capacidade para um quarto ou um litro, que não seja maior do que 20 x 20 cm (8 x 8 polegadas). Todos os itens devem caber confortavelmente na sacola plástica.
O saco plástico deve ser apresentado para inspeção visual no ponto de rastreamento. Em via de regra, apenas um saco plástico transparente por passageiro é permitido.

Não há restrições para alimentos para bebê e medicamentos. No entanto, você poderá ter que apresentar uma receita para os medicamentos que quiser levar a bordo. Eu sempre levo dois remédios simples, um para dor de cabeça e o outro para dor de estômago. Nunca tive problemas.

Bebidas e perfumes adquiridos no free shops devem permanecer lacrados da decolagem ao pouso da aeronave, com recibo de compra à mostra. Itens pessoais como bolsas, bengalas, câmeras e itens do duty-free comprados no dia do voo não são contados como bagagem de mão.

As regras são geralmente estas. Mas como disse anteriormente, vale a pena consultar sua companhia aérea.

Itens que são interessantes para colocar na sua bagagem:

- um casaquinho leve principalmente se você sente muito frio
- uma troca de roupa. Caso sua bagagem despachada seja extraviada é sempre bom ter uma roupa para trocar pelo menos até receber seus pertences de volta.
- uma meia caso você esteja viajando de sandália, chinelo, etc. Além de deixar os pés mais a vontade durante o vôo acaba sendo até mais higiênico do que ficar pisando direto no chão do avião.
- um livro e/ou revista sempre ajuda a tornar o tempo de viagem mais agradável

Na próxima viagem não vou levar mala, somente uma mochila. Basicamente o que vai nela é:



A nécessaire branca com detalhes rosa serve somente para levar todos os carregadores (iPhone, iPad, camera, GoPro, etc.) então nem vou mostrar para vocês porque é chato e sem utilidade, rs!
Separei os itens de higiene pessoal e maquiagem:



Nesta primeira nécessaire levo o que considero mais importante. Ou seja, remédio para dor de cabeça, dor de estômago, band-aid, água termal, elástico para cabelo, escova para cabelo, escova de dentes, etc.

E o bacana é que a nécessaire tem vários compartimentos!

Itens básicos: escova de dentes, escova de cabelo, lenço umidecido, lenço demaquilante, protetor auricular, elásticos,  band-aid, remédios, água termal e algumas miniaturas de base e hidratante. 
Já na nécessaire com as maquiagens básicas segue abaixo:

O bom desta nécessaire é que ela possui estas três divisões o que ajuda e muito na organização.


Básicos: Studio Fix, corretivo Mineralize, lencinhos para remover o brilho, um balm da Clinique, duo da Estée Lauder, trio de sombras Elegance, blush, mini pincéis, cotonete e curvex
E fora tudo isso, levo também uma troca de roupa! Basicamente é isso!


A Juliana Goes fez uma vídeo falando sobre bagagem de mão bem legal:



Se você já assistiu algum vídeo interessante sobre o assunto não deixe de comentar recomendando!


Um beijo,

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Dicas para escolher o óculos de sol perfeito para você!

Uma tarefa nada fácil!

Já começo este post avisando que não teremos aquelas imagens básicas com "formato de rosto X combina com formato de óculos Y". Acho que isso todo mundo já está cansado de ver, sempre me deparo com este tipo de informação em inúmeros posts que já li a respeito. Experimente jogar no Google que vocês irão concordar, rs! Vejo esse monte de imagens e fotos dos famosos usando os modelos mais clássicos. Inspirar a comprar até inspira, mas a gente acaba ficando mais confusa ainda com tanto conteúdo! Tanta regra! Tanto imposição! Tem uma regra? Sim, a principal: você tem que se sentir bem, bonita e feliz. Mesmo que sua amiga ou namorado diga que não gostou se você gostou de verdade, de coração mesmo, é o que importa. E geralmente quando a gente gosta de alguma coisa transparece em tudo o que usamos e acaba combinando de uma maneira inexplicável até.


Se rosto quadrado combina com óculos redondo, ou óculos redondo não pode ser usado por rosto redondo não sei. O que sei é que existe sim pessoas com um formato de rosto privilegiado que praticamente fica bem com tudo! Já percebeu? A pessoa pode usar óculos quadrado, redondo, retangular, aviador... Tudo combina! Isso é fato e na maioria das vezes são indivíduos de formato mais oval, traços harmoniosos e equilibrados. Hum, que inveja, hahahahaha!
A Olivia Palermo parece que o diga! m






Mas vamos lá! A primeira dica é: experimente tudo. E se possível fotografe. Pode dar vergonha mas ajuda e muito. Ainda mais se você vai investir num produto de qualidade. Vá na loja teste e tire uma foto para você chegar em casa e analisar melhor, evitando assim comprar por impulso.

Colocou no rosto? Considere algumas coisas:

1) O óculos não pode ser um incomodo. Se está pegando em alguma parte do seu rosto  de maneira desconfortável é sinal de que talvez aquele modelo não seja o ideal para você. Você quer levar para casa um item querido e gostoso de usar!
2) Se o óculos aperta as maçãs do seu rosto acredite: melhor deixar ele na loja. Além de ficar tudo marcado quando você tira, certamente o modelo não é o que vai te agradar por muito tempo.
3) O óculos não pode nem ser muito maior que o seu rosto nem muito menor. Salvo exceções de modelos "super fashions", rsrsrsrs, dê preferência para um tamanho que termine junto com o seu rosto.
4) Busque uma lente de qualidade. De verdade. Muitas pessoas esquecem que a real função dos óculos de sol é proteger, não somente os olhos mas a região inteira ao redor deles, ou seja, onde temos grande incidência de rugas e linhas de expressão. Óculos baratinho (tipo os de 1,99 do Brasil ou 100 ienes no Japão)  não protegem os olhos contra os raios ultravioleta. A pupila dos olhos aumenta para conseguir captar maior quantidade de luz causando diversos danos para a saúde dentre eles catarata, dores de cabeça e cansaço na visão. Além disso, os raios atingem diretamente a pele desprotegida o que contribuí para o envelhecimento precoce. Manchas, rugas e linhas de expressão começam a surgir e a tendência é só piorar com o decorrer do tempo. Então pense nisso antes de comprar um óculos de qualidade duvidosa. Antes ter 1 de qualidade do que 10 que não irão te proteger.
5) Experimente "sorrir" com o óculos. Se o tamanho for bom ele não irá "levantar". Ou pelo menos não levantará muito, rs!
6) Não compre sem experimentar antes! Sei que às vezes e tentador aproveitar as promoções da internet, mas dificilmente o óculos atenderá à suas expectativas sem ter sido provado anteriormente!
7) Se será o seu primeiro investimento em óculos, opte por modelos clássicos! Aviador e Wayfarer são dois exemplos de modelos que nunca saem de moda!
8) Seja paciente! Mesmo que demore você irá encontrar o modelo perfeito! Resista à tentação e impulsos por itens que não fizeram seu coração disparar no momento que os colocou!

E o principal: siga o coração! O óculos perfeito será aquele que quando você provar, fogos de artifícios irão estourar na sua cabeça! E você pensará na hora: "É este!". Não terá dúvidas!
Um vídeo que pode te dar algumas idéias:


Vale se atentar também aos tamanhos! Muita gente acha que não combina com determinado modelo mas pode ser que ele tenha outras opções de tamanhos como é o caso do Clubmaster, Wayfarer e Aviator da Rayban. Fora isso, teste outras cores de lente e armação! Isso muda totalmente o resultado final!

Um beijo,